Terça-feira, 1 de Junho de 2004

Crónicas Barcelonistas 8 – Chefas

Ironias do destino, safei-me eu de uma Rosa (a minha “chefa” aí em Portugal para quem não sabe) para me ir sentar à beira de duas Rosas aqui em Espanha. Devo ser algum castigo por alguma coisa que fiz, ou que não fiz. Felizmente que estas não são minhas chefes. Por falar em “chefas”, não me safo de ter uma “chefa”. É que aqui tenho dois chefes de projecto, um chefe da Nestlé que se chama Josép Pujol e uma “chefa”, claro, cujo nome é Hannelore Perez Groh (Hanne para os amigos). Está bem que não é da Nestlé, mas ainda é pior, é de uma firma de consultoria.
Resolveram sentar-me mesmo na secretária ao lado da dela. Assim não posso navegar na Net à vontade, que raio. Também tenho que compreender que ela não conseguiu resistir ao meu charme e fez questão em que eu me sentasse ao seu lado. Ou isso ou não havia mais secretárias vazias.... Bem a 1ª hipótese parece-me decididamente a mais acertada, ou pelo menos soa-me melhor, não sei porquê.
No outro dia estava eu para lá a tentar decifrar mais umas tantas páginas de analises e mais analises em castelhano, quando reparei que havia algo de estranho na Hannelore, sim, para além do nome. Observei-a discretamente mas de uma forma pormenorizada. Estava com uma camisola de mangas cavas. uii, uii.... Mas não era isso que me fazia achar de que algo não enquadrava bem naquele cenário. Depois vi o que era. Estava de mangas cavas de facto, mas de cachecol bem aconchegado ao pescoço, que estranho. Comecei logo a tentar imaginei qual seria a causa para tal vestimenta: Seria o cachecol para esconder algum chupão que o namorado lhe tivesse feito no pescoço na noite anterior ou seria para ajudar a curar alguma constipação ou dor de garganta (embora nesse caso não fizessem muito sentido as mangas à cava). Bem aqui a 1ª hipótese também era bastante mais interessante, também não sei bem porquê.
Mais tarde, constatei que sempre que se virava para mim para falar efectuava não uma simples rotação de cabeça, mas sim uma rotação completa do tronco a acompanhar o respectivo movimento de rotação da cabeça. Resolvi esclarecer o mistério. Como bom cavalheiro e no meu mais perfeito “Portunhol”, perguntei o que se passava. Fiquei afinal a saber que logo pela manhã e ao sair de casa na sua moto, tinha dado um mau jeito ao pescoço.
Pronto mulheres ao volante, neste caso ao guiador, é o que dá. Logo se formaram na minha cabeça duas imagens. A primeira era a imagem dela na sua bela Harley Davidson de cabelos soltos ao vento pelas ruas de Barcelona, a segunda a dela andando numa daquelas scooters que por aqui se vêm aos montes. É claro que, e mais uma vez, prefiro escolher decididamente a 1ª hipótese e mais uma vez não sei bem porquê. Mas digam lá não soa melhor?

publicado por dancewalker às 17:49
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Anónimo a 30 de Dezembro de 2005 às 14:17
Decididamente já é mania....lá tenho que intervir novamente!!! A maioria das mulheres guia melhor que os homens!!! E têm menos acidentes!!! veja as estatísticas!!! Eu até conheço uma que domina grandes máquinas em todo o tipo de terreno...e porta-se melhor que muitos homesn nas mesmas circunstâncias!!!! Portanto vamos lá parar com os machismos (ou anda a gostar das minhas intervenções?)
Xica tuga
De DanceWalker a 1 de Janeiro de 2006 às 22:25
Cara Xica Tuga:

1º Isso do guiar melhor que os homens é assim, a maior parte das mulheres anda a 40 à hora, então a esta velocidade o que podem causar é que os homens que venham a maiores velocidades tenham acidentes e tenham de fazer manobras perigosas para se desviar das xicas.

2ª Acidentes: Os homens têm mais acidentes porquê, porque existem mulheres de mini-saias a passar pelas ruas de propósito para distrair os homens. Se não é isso é porque têm uma mulher no lugar do pendura a dar instruções maradas... género .. - "Esquerda. direita. vira acolá.. olha ali.. olha além..." - Ou seja só estratagemas femininos para dar cabo das estatísticas.

2ª Eu também conheço uma que domina maquinas grandes, mas ainda não vi nada. elas falam falas.. mas... nepias

3º Não se trata de machismos mas da pura e cruel realidade.

4. Se gosto das suas intervenções. Qualquer intervenção de uma xica é sempre bem vinda mesmo que não tenha qualquer valor acrescentado principalmente vindas de xicas tugas chatas ainda por cima que têm a mania que sabem conduzir e não só nos carros.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Invitation to connect on ...

. As minhas fotos no Flickr

. Boas Festas

. Jingle bell

. É Natal

. Que perguiça.

. Ovelhas telefónicas

. E agora em Portugal- Surf...

. Manobras na estação #3 - ...

. Manobras na estação #2 - ...

.arquivos

. Janeiro 2012

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Maio 2007

. Março 2007

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Março 2006

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds