Terça-feira, 20 de Julho de 2004

Crónicas Barcelonistas 19 - Homens Estatua.

Nas passeatas que tenho feito pelas Ramblas umas das coisas que mais tenho encontrado por aqui são homens e mulheres estatuas. Não, não estou a falar de alantejanos que imigraram para Espanha e que estão a trabalhar por estas bandas, são simplesmente uns malucos que se colocam aqui pelas ruas, principalmente nas Ramblas, normalmente com o corpo completamente pintado a fazer de estátuas. Assim lá vão ganhando uns cobres sem fazer nada, simplesmente estando para ali especados. Há-os para todos gosto, a fazerem de Chekvara, de Fidel Castro, de Egípcio, de Morte, de Anjo, e de algumas figuras que por muito que puxemos pela carola não somos capazes de descobrir. Aquilo é preciso pachorra, estar ali umas porrada de horas parados só se mexendo quando se colocam umas moeditas na caixa que têm colocada à sua frente. Sim a maior parte destes homens estátua quando os turistas colocam a algum “pilim” nas caixas lá fazem uma habilidadezita. Alguns acenam, outros mexem-se freneticamente tentando assustar os transeuntes, outros fazem uma vénia, ou seja cada um puxa pela imaginação para tentar sacar umas massas.
No outro dia estava uma fulana a fazer de Egípcia, parada como... como... como uma estátua, claro. Mas raios partam não havia nenhum turista a querer largar o cacau para a eu ver o que é que esta mulher estátua faria para agradecer as moedas. Assim, e como estava com curiosidade em ver a fulana mexer-se, lá tive que ser eu a largar o guito. O problema é que só tinha 3 moedas no bolso, e todas elas pretas. Duas de 5 cêntimos e uma de 2 cêntimos. Bem mas mesmo assim arrisquei. Levei a mão fechada, com as moedas que tinha, até à caixa onde se colocavam as gratificações e atirei com a força e a convicção de quem está a atirar para a caixa umas 3 moedas de Euro ou mesmo mais. Então a fulana lá agradeceu, coitada mal sabia ela que só lá tinha posto 12 cêntimos, e lá fez una meia dúzia de gestos sensuais. “O quê só isto” - pensei eu. Mas pensando melhor o que eu estava à espera por 12 cêntimos, que ela se despisse? Bem, se eu tivesse a certeza que ela se despia por exemplo com 5 Euros até tinha largado uma notita pois a rapariga até que era geitosa.....
É verdade, lembrei-me agora, como tenho aí em Portugal umas moedas velhinhas de Escudo que já não valem nada, estou a pensar traze-las para aqui para gastar neste homens estátuas. Assim sempre terão alguma utilidade para mim e estes artistas sempre poderão guarda-las como recordação, não acham uma boa ideia?
Já comecei também a pensar meter-me eu neste negócio, sim, mas não pensem que era eu que ia fazer de estátua, isso é que era bom, para isso já basta o tempo que estou, aqui na Nestlé Espanha, especado em frente ao computador a fingir que percebo alguma coisa daquilo. Além disso como diz a minha mãe eu tenho bichos carpinteiros no corpo, mas de 15 minutos no parado no mesmo local davam comigo em doido, principalmente agora com o calor, só se fosse parado a roncar numa praia, ou então a fazer de estátua numa esplanada com uma cervejola na mão e com movimentos
elevatórios do braço e mão de quando em vez. Neste último caso o problema era que o dinheiro que ganhasse dos turistas não chegava para as cervejas. Bem mas voltando à minha ideia do negócio. Era assim: Na madrugada colocava um manequim de plástico, daqueles das montras das lojas, a fazer de homem estátua. Todo pintado e maquilhado a imitar uma figura qualquer mundialmente famosa, por exemplo a Lili Caneças. Não essa não que era difícil arranjar um manequim assim tão feio. Mas poderia ser do Durão Barroso por exemplo, agora que ele é um peixe... perdão uma figura Europeia. Colocava o manequim/estátua numa das ruas mais movimentadas e turísticas de Barcelona e depois ia buscar o dinheiro e o manequim/estátua à noite. Mesmo que não tivesse muitas moedas tb não havia problema, o trabalho também não era muito. Mas perguntam vocês seus descrentes “Mas e os turistas não desconfiariam de ver um homem estátua tanto tempo parado sem se mexer”. Mas vejam bem: 1º - O realismo seria grande porque o Durão Barroso na vida real também não faz nada, como é habito em qualquer político Português. 2º - O facto de estar tão quietinho até poderia impressionar, estou mesmo já a ver os putos a dizerem. “Ena.. mãe aquele ali não se mexe nem um milímetro, aquilo é que é um verdadeiro profissional”. De qualquer maneira se o pessoal começasse a desconfiar que estava muito parado, poderia sempre colocar um gato vivo dentro do manequim, quando o calor começasse a apertar iam ver se o manequim não se mexia, neste caso o único problema era o miar do gato, mas assim em vez do nosso Durão Barroso podia disfarçar o manequim com uma farpela daquelas do espectáculo da Brodhay, do CATS. O manequim teria é que ficar bem preso ao chão para aguentar os abanões do gato.
Bem agora não me estraguem o negocio e não comecem a divulgar esta cena, senão ainda vou ter problemas com a sociedade protectora de animais espanhola antes de poder fazer alguns cobres.
publicado por dancewalker às 21:13
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Invitation to connect on ...

. As minhas fotos no Flickr

. Boas Festas

. Jingle bell

. É Natal

. Que perguiça.

. Ovelhas telefónicas

. E agora em Portugal- Surf...

. Manobras na estação #3 - ...

. Manobras na estação #2 - ...

.arquivos

. Janeiro 2012

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Maio 2007

. Março 2007

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Março 2006

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds