Domingo, 4 de Julho de 2004

Crónicas Barcelonistas 16 – Ai meu querido Santo António

Tudo começou no Sábado de Santo António. Eu e um grupo de amigos da salsa lá nos encontramos para ver o primeiro Portugal Grécia. Aquilo começou mal, pois perdemos o jogo, e embora a nossa claque tenha estado muito ruidosa e entusiasmada, esse entusiasmo não passou para os jogadores da selecção Portuguesa. Se calhar por estarmos a uns 300 quilómetros do Estádio do Dragon onde decorreu o jogo. Estávamos na EXPO, no bar Havana, onde tínhamos ocupado 2 mesas em frete a uma televisão. Bem não era bem uma televisão, era uma écran gigante composto por 12 televisões normais, género puzzle de peças rectangulares já montadas. Esse facto tornava o visionamento do jogo algo estranho, de vez enquanto perdiamos o contacto com parte das jogadas. Quando os jogadores teimosamente resolviam atravessar o campo passando assim de uma televisão para outra, perdíamos momentaneamente a visão completa da jogada, muitas vezes não sabíamos se eram os jogadores que estavam a jogar mal ou se era culpa daquela maldita televisão.
Mas devia ser da televisão (aos quadradinhos), pois Portugal não joga assim tão mal. Aliás isso veio a comprovar-se em quase todos os jogos seguintes.
Acabado o Jogo e desanimados lá fomos para a noite de santo António, para afogar as mágoas da derrota Tuga. Primeiro fomos para um restaurante jantar uma sardinhada à maneira e buer uma bela duma sangria. Após a paparoca, e depois de termos quase sido corridos à vassourada do restaurante devido ao bom comportamento, lá fomos 11 manfios e manfias pela noite dos santos populares de Lisboa a dentro.
Mas desta noite de Santo António queria falar essencialmente duma ideia que foi surgindo durante a nossa peregrinação pelas ruelas do Castelo. Surgiu a espectacular ideia de abrir uma bancada do pessoal da salsa para as festas de Stº António do ano que vem. Ideias para vender cervejolas, pitéus e manjericos foram muitas, não sei se devido à imaginação fértil da malta se devido à inspiração divina do álcool hic...
Mas perguntarão vocês, que raio têm a salsa a ver com o Santo António. Perguntam bem, mas se lá tivessem estado, percebiam. É que durante a esta longa caminhada fomos ouvindo pelos becos e ruelas musicas como Samba, musica popular brasileira, musica latina, Rock, Havy Metal, musica Pimba, musica de tunas académicas, enfim quase tudo menos musica dos santos populares.
Assim, e com a ideia de abrir uma bancada de Santo António no ano que vêm ainda a germinar nas nossas cabeças, lá fomos continuando pelas ruas aproveitando para fazer um levantamento exaustivo das diferentes técnicas de marketing existentes nas bancada deste ano de forma a analisar onde poderíamos ser superiores à concorrência na nossa bancada no ano que vem. E o conceito da bancada de Salsa/Santo António lá se foi formando. Passo a fazer aqui um resumo das principais ideias que surgiram ao longo da noite para a barraca dos Salseiros:
A grande atracção da nossa bancada vai ser sem sombra de duvida a salsa. Vamos colocar demonstrações de Salsa durante toda a noite, irá estar sempre um par a dançar salsa e a ensinar uns passitos aos transeuntes. O pessoal que vier a passar pela bancada sempre irá parar para nos observar e sempre pode ser que compre umas cervejolas. Também inovador foi a ideia de 2 novas modalidades de salsa devidamente testadas durante essa noite. Não pensem que poderão roubar a patente pois já as registamos em nome da irmandade da Salsa, que para quem não sabe é o grupo de malucos que anda comigo nestas ensalsadas. Trata-se pois então da SalsoFado® e da PimboSalsa®. Um mimo, conforme já disse, foram já devidamente testadas e comprovadas em plena festas de Santo António deste ano. Trata-se de Salsa dançada ao som de faduchos e de musicas pimba, vão ser um megasucesso, vão ver.
Para sacar mais algum dinheiro vamos colocar algumas das nossas bailarinas a dançar com os transeuntes. Quem quiser dançar uma salsinha é só largar uns 10 Euros e têm direito a dançar com uma das raparigas da bancada, para dançar com os homens são também 10 Euros, claro, nós não fazemos discriminações sexuais, mas também é claro que se as candidatas à dança forem jeitosas até somos nós que pagamos os 10 Euros......Tudo em prole da divulgação salseira, o que os “homes” estão dispostos a fazer em prole da dança. No caso das raparigas existe mais uma clausula, que é, os 10 Euros é para aqueles que estiverem sóbrios, se tiverem bêbados e com mais de 0,5 graus de alcolémia serão mais 5 Euros adicionais por cada 0,1 graus a mais. É que somos muito respeitadores das leis rodoviárias.
Foram também já pensadas algumas técnicas espectaculares de venda de manjericos, assim:
- Cheiradelas de manjerico com a mão a 50 cêntimos - para as meninas encalhadas que queiram arranjar rapaz casadoiro. É só ir cheirar um dos nossos manjericos salseiros por apenas 1 Euro e garantimos que irá encontrar o rapaz (o home) da sua vida. É claro que tudo feito como deve ser , sim, quem cheirar terá direito a um certificado de garantia. Claro que em letras minúsculas e que ninguém conseguirá ler estará uma clausula que nos dará também a nós alguma segurança para o caso do milagre não funcionar a 100%. A clausula será “O efeito milagroso desta cheiradela poderá eventualmente só vir a ter efeito numa das suas próximas 10 reencarnações”.
O Slogan para vender estas cheiradelas de manjerico vai ser:
As velas do António
Já deram o que tinham a dar
Cheire aqui o nosso manjerico
E vai ver que vai desencalhar
Para além das cheiradelas iremos também ter à venda o produto genuíno, os próprios manjericos. Mas não serão uns manjericos quaisqueres, disso estão os santos populares cheios. Mas sim manjericos para todas as classes sociais, iremos ter:
- Manjericos para Ricos - 50 Euros
- Manjericos para Pobres - 2 Euros
- Manjericos para Ricos mas vendidos na candonga (às escondidas das autoridades fiscalizadoras) - 25 Euros
Os manjericos serão todos rigorosamente iguais, mas quando alguém quiser comprar um manjerico de 2 Euros, fazemos assim uma cara de como quem está a olhar para um pelintra que ele corre logo a comprar um manjerico para ricos, e se virmos que de facto que o comprador não têm posses para manjericos de gente rica, chamamo-lo à parte de traz da barraquita e mostramos-lhe os manjericos para ricos da candonga a metade do preço e já está. Vão ser um sucesso do caraças.
Para vendermos mais cervejas que a concorrência também já estudamos o assunto. Iremos vender as cervejas a 95 cêntimos para arrasar a concorrência que vende no mínimo a 1 Euro, claro que naquela noite vamos estar com uma falta de trocos incrível.
Bem, venha lá o ano que vem que isto é que vai ser facturar.
publicado por dancewalker às 20:01
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De liliana a 27 de Maio de 2008 às 15:11
olá, mas que bela ideia...
Eou a fazer este comentário para vos deixar muuuuiiiiito sucesso e para se soubere me informaem o que necessário para montar uma "banca" é que tou pensar em ir vender magericos, mas o probema é que ão sei se e necessaário licença ou é a "candonga"

Cumprimentos e boas vendas
De liliana a 27 de Maio de 2008 às 15:12
olá, mas que bela ideia...
Eou a fazer este comentário para vos deixar muuuuiiiiito sucesso e para se soubere me informaem o que necessário para montar uma "banca" é que tou pensar em ir vender magericos, mas o probema é que ão sei se e necessaário licença ou é a "candonga"

Cumprimentos e boas vendas

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Invitation to connect on ...

. As minhas fotos no Flickr

. Boas Festas

. Jingle bell

. É Natal

. Que perguiça.

. Ovelhas telefónicas

. E agora em Portugal- Surf...

. Manobras na estação #3 - ...

. Manobras na estação #2 - ...

.arquivos

. Janeiro 2012

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Maio 2007

. Março 2007

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Março 2006

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds